Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ideias e Ideais

... Sou das Ilhas de Bruma onde as gaivotas vêm beijar a terra...

Ideias e Ideais

... Sou das Ilhas de Bruma onde as gaivotas vêm beijar a terra...

Bem-vindo(a)

Hoje tudo o que eu queria
era a tua visita.
Não sei porquê mas fazia-me bem
que me deixasses uma mensagem.
Se não gostares do
meu cantinho diz.
Podes ficar descansado(a)
que não vou ralhar contigo.
Para quem não sabe
e me visita pela primeira vez
este é um espaço de
um Açoriano da ilha Terceira.
Aqui vou falando
da minha terra
e das minhas ideias e ideais
.Obrigado por me visitares

De Volta

06.08.05, ilhas
Após um mês e tantos sem vos dar noticias , eis-me de volta. Estava com muitas saudades deste meu e vosso espaço. Mas também estava a tentar gozar umas merecidas férias. Casar não é coisa que se faça diariamente. Por isso temos de aproveitar bem os dias que se seguem. São sempre momentos únicos que nos ficam na memória.
Pois bem, para os mais curiosos aqui fica um cheirinho daquilo que foi e do que senti com o decorrer da cerimónia e depois...
Como sabem o acto foi realizado na ilha do Pico, na freguesia de santa Luzia. A igreja estava decorada primorosamente com geriberas, antúrios e malmequeres dobrados. O celebrantre foi o padre Pedro Lima. Fiz algo inédito no meu casamento. Recebi a minha noiva a cantar a Avé Maria de Shubert. Tal acto para além de me fazer tremer da cabeça aos pés, conseguiu emocionar quase todos os presentes. Pelo menos foi o que me fizeram constar. Correu bem...
De seguida , algumas fotos e ida até ao restaurante Parisiana. diga-se que o senhor Jaime, proprietário, se esmerou o serviço agradou-nos de tal maneira que recomendamos a todos que numa visita aquela ilha passem por lá. Bastará dizer que recentemente foi aquele restaurante que serviu os Reis de Espanha, já por aqui poderão calcular o nivel.
Depois do restaurante mais fotos.
noite de núpcias numa adega tipica do Lajido. Nesta ilha usa-se não deixar em paz os noivos nesta noite. Foi o que nos fizeram . foram-nos "bater latas " achei deveras agradavel a noite passada ao lado de amigos. pois para o " resto" temos a vida inteira , se assim Deus o quiser. E foi assim o dia mais bonito das nossas vidas. Pena tenho de não ter podido ter os meus pais ao lado , pai falecido, mãe muito doente, mas é assim a vida...
Agora depois de uns dias de Lua de Mel, a vida continua, volta devagarinho ao normal e vamos , decerto , continuar numa eterna lua de amor.
Um abraço a todos até Breve