Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ideias e Ideais

... Sou das Ilhas de Bruma onde as gaivotas vêm beijar a terra...

Ideias e Ideais

... Sou das Ilhas de Bruma onde as gaivotas vêm beijar a terra...

Bem-vindo(a)

Hoje tudo o que eu queria
era a tua visita.
Não sei porquê mas fazia-me bem
que me deixasses uma mensagem.
Se não gostares do
meu cantinho diz.
Podes ficar descansado(a)
que não vou ralhar contigo.
Para quem não sabe
e me visita pela primeira vez
este é um espaço de
um Açoriano da ilha Terceira.
Aqui vou falando
da minha terra
e das minhas ideias e ideais
.Obrigado por me visitares

Desafio x

15.12.07, ilhas
Lá vem a resposta da Azoriana:
Primogénito já abracei
E está na sua feição
Nova "filha" também beijei
Tem beleza e perfeição.

Fiquei agora contente
Com a surpresa da chegada
Agora estou sorridente
Sou uma mãe "babada".

As saudades que eu tinha
Por ora ficaram calmas
Há muito que cá não vinha
Agora merece palmas.

Obrigada pelo convite
Cumpri-lo não sei se consigo
(P'ra "mijinha" há apetite
-Esse termo é muito antigo).

É belo o Porto Judeu
Muito melhor no Natal
E no lar que é teu
O presépio é especial.

Preparas a felicidade
Já te vejo com sorrisos
Vou ver se saio da cidade...
Não sei horários precisos.

Abraços
11/12/2007
Azoriana

Assim canto eu :

 

A demora em responder
É por causa Natural
Fica-se muito a dever
à proximidade do natal

 

Nesta altura trabalho
Passa sempre a dobrar
E como a ele não falho
Tempo é pouco pra cantar

 

Mas não penses que desisto
Desta cantoria virtual
Porque até muito  insisto
Que chegue até ao Natal

 

Meu presépio pronto está
A arvore de luzes a  brilhar
Altar ao menino fiz já
Para  a todos  abençoar

 

Tudo a postos já tenho
Para a época festejar
Feito com muito empenho
Para os amigos brindar

 

Como és uma pessoa
Que se diz minha irmã
Penso que não é à toa
Que nossa amizade se tem

 

A casa tens cheia
Penso que ainda bem
Formando-se  assembleia
Presidida por ti sua mãe

 

Teus filhos têm orgulho 
Naquele que os viu nascer
Pois és como embrulho
Ssurpresa para aparecer

 

Tas sempre a surpreender
Tens um dom tão especial
para rimar e bem escrever
Que para ti é coisa normal

 

2 comentários

Comentar post