Domingo, 26 de Janeiro de 2014

Estamos quase no Carnaval

Já lá vem o carnaval

Em passo galopante

Sempre bem original

E bastante galante

 

Roupas ricas elegantes,

Em gente linda divertida,

Que aqui num instante

Faz a festa da vida

 

Quer sejam de espada

De varinha ou pandeiro

Haverá danças na estrada

Deste rochedo inteiro

 

A ilha saberá a bifana

Coscorão e bom Anis

E até lhe dá na gana

De ser a mais feliz

 

Carnaval tem palco seu

Na ilha onde é reinante

Como um filho cá cresceu

E dela é seu amante 

 

 

Ideias catalogadas: , , ,
idealizado por ilhas às 19:57
link do post | deixe uma ideia | ver ideias (1) | favorito
|
Sábado, 25 de Janeiro de 2014

versos ao meu Porto judeu

Com esta coisa de andar às voltas a escrever a marcha , deste ano do Porto  Judeu, saiu-me de rajada estas quadras. Atenção não têm nada a ver com a marcha mas a mesma serviu-me de inspiração para as estas. Posso dizer que seriam ao estilo do meu amigo José Fernandes do Só Forró... Atenção meus amigos isto não é a marcha.

Porto Judeu encantado,
De amores tão leais,
Neste rochedo sentado
Lendo versos sentimentais.
De amores anda perdido,
Pela ilha sua amada,
Tem já coração esculpido
Em onda brava alada.
Porto Judeu de tradição, J
oia rara e preciosa,
Não me digas que não
É a pedra mais formosa.
Está tão apaixonado,
Que do ar se alimenta.
Pelo mar é assediado
Mas sua paixão sustenta.
De belezas singulares,
erra de alegria e cores,
Com seus santos nos altares
E um porto de pescadores.
Terra de Bela história,
.Heroína desta Terceira,
oste o berço da glória
Da nossa Brianda Pereira.
Tua cultura reconhecida,
Na ilha e pelo imigrante,
Continuará com vida
No lugar mais distante.
Está brava esta maré
Que tua costa invade,
Mas continuará de pé
O amor que em ti arde!
Luis Nunes - 24-01-2014
Ideias catalogadas:
idealizado por ilhas às 00:41
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Domingo, 19 de Janeiro de 2014

Angra - património mundial

Este ano faz cinco anos que concorri e ganhei o concurso para a marcha oficial das sanjoaninas de Angra do Heroismo. Nunca mais concorri e este ano entusiasmei-me. Mas voltei a não concorrer porque não consegui atenpadamente que alguem me musicasse o poema. Fica para a próxima. aqui fica o poema como recordação e pode ser que alguem o queira aproveitar para uma marcha de freguesia ou de bairro. Ofereço-a... Só peço o  favor de me informarem se o pretendem fazer.

 

 

Angra, mulher formosa,

Já se pôs toda jeitosa

Pra receber o Seu João;

Na praça comprou as flores,

Suspirou pelos amores

Que lhe vão pisar o chão.

Em varanda debruçada,

Está até de madrugada,

Com seu ar namorador.

Vê quem passa e saltita

Abre pulmões até grita:

Ali vem o meu amor!

 

Coro:

Ai, ai ó minha cidade

Só tu tens na verdade

Uma beleza sem igual.

Vem comigo, vem bailar

Vamos os dois festejar:

Teu património Mundial.

Sobe a tua memória

Onde história com glória

Te orgulha do que vês

Trinta anos se festejam

E teus amores ensejam

Beijar-te mais uma vez

 

 II

Teu retrato a aguarela

Coloquei já à janela

Desta constante paixão.

És menina tão leal,

Com doçura universal,

E um tão nobre brasão

Minha Angra, tão Bonita

Sai à rua e acredita;

Que não precisas cautela.

Tens por cá tantos amores,

Não te enfeites de mil cores,

Porque já és a mais bela!

 

Luís Nunes

21/11/2013

 

Ideias catalogadas:
idealizado por ilhas às 21:26
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013

Mãe

Este poema, muitas vezes adiado,

Outras tantas, por mim, pensado

Será um grito de gratidão

Um reflexo que alma espelha

Que mantem acesa centelha

De mais um dia d`inspiração

 

Este poema não o irás ler

Nas tuas mãos nunca o irás ter,

E não é por minha vontade,

Tanto que gostaria de te dizer

Nos teus braços me aquecer

E matar esta grande saudade

 

Ouço músicas daquelas banais

Falam de saudades às minhas iguais

Fazem-me, por completo, entristecer

Ai saudade! Nó na garganta sinto,

Olha, que para ti, eu não minto

Em mim ter-te-ei até morrer

 

A tua campa está tão gelada,

Ainda de símbolos desnudada,

Lúgubre lugar que me vai receber

É como um relicário sagrado

Pelo bom Deus bem guardado

Onde, contigo, vou adormecer

 

Hoje não me apetecia nada

Andar com rima pra ai usada

Do género que faz lacrimejar

Mas quer queira, quer não

Soltei amarras a este coração

Só para aqui te homenagear

 

Foste e sempre serás para mim

Um princípio que não tem fim

És a minha princesa também

És sangue que nas veias corre

És um nome que nunca morre

És, foste, serás sempre MÃE!

 

luis Nunes 27.11.2013

 

Ideias catalogadas: ,
idealizado por ilhas às 01:11
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Novembro de 2013

dias...

Às vezes há momentos

Em que não vale a pena

Soltar certos pensamentos

Sendo minha alma pequena

Mas de grande discernimento

 

Há dias em que a escuridão

Chega demasiado cedo

Embrenhado o coração

Como se dele tivesse medo

Fechando-o à multidão

 

Há dias que nunca o serão,

Por nada em nós surtirem,

E outros a estes se juntarão.

Mas se outros o conseguirem

Nunca os julgues em vão.

 

Não é com muito sorriso

Que vida será muito melhor,

Até pode ser só de improviso,

Mas distribui aquele calor

Que realmente preciso.  

 

Ideias catalogadas: ,
idealizado por ilhas às 00:01
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Novembro de 2013

Outono

Hoje, enquanto almoçava, vi e senti o que abaixo se transcreve:

 

 Outono

 

 Um sol quase primaveril.

 As folhas caem num bailado,

 Que não se dá em Maio ou Abril.

 Há um vento que sopra alado

 As cores se transformam em mil

 Partículas de som não inventado.

 

 Correm as minúsculas folhinhas,

 Em aparato único, tão singular,

 Fazem-me lembrar avezinhas

 Teimosamente no seu voar.

 

 Parecem belas notas musicais

 Escritas pra esta bela estação.

 são cores e sons muito outonais

 Qu`enchendo adornam o coração

 

 Folhinhas bailaricam sem norte

 Deixando, aos olhos, mãe despida

 Herdeiras de uma outra sorte

 Em breve, do pó, serão nova vida

 

 Há flores que quase ressuscitam

 Campos que de verdura ficam

 Resplandecendo d´ alegria sem fim,

 Há amores que sendo mal sonhados,

 Serão assim tão bem abençoados,

 misturando folhagens, dirão seu sim!

 

 2013.11. 25

 Luís Nunes

 

Ideias catalogadas: ,
idealizado por ilhas às 22:40
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Novembro de 2013

Vem...

Vem, senta-te ao pé de mim

A ouvir este mar sem fim

A bater na rocha da ilha

Vem, escuta com o coração

Não deixes avançar a erosão

O teu olhar ainda brilha

 

Vem, senta-te no rochedo

Não, não tenhas medo

Que a seiva desta ilha

Há muito se solidificou

Vem que o mar sussurrou:

O teu olhar ainda brilha

 

Vem, pelas marés e vulcões

Apagar certas erupções

Que nunca chegam ao mar

Vem, que a vida floresce

E este magma já aquece

O brilho do teu olhar!  

 

Ideias catalogadas: , ,
idealizado por ilhas às 21:54
link do post | deixe uma ideia | ver ideias (2) | favorito
|
Sábado, 9 de Novembro de 2013

...

Há muita gente que de repente

Lhe sobem manias à cachimónia

Deixam de ter jeito decente

A mim não causam insónia

 

Armam-se em importantes

Sem pensarem que antes

De abrir boca têm de pensar

Que boca aberta entra mosca

E que nem puxando de rosca

Se deve os outros magoar

 

 

Ideias catalogadas: ,
idealizado por ilhas às 22:46
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Novembro de 2013

Sextilhas da ilha

Por vezes sinto no vento

Uma Brisa do pensamento

Que me faz nele vogar

Inalo o cheiro da terra

Deste mar que não cerra

De ninha alma povoar

 

Estes meus versos e rimas

Pobres, mas obras-primas,

Minha humilde inspiração

São retalhos que costuro

Com enlevo aqui apuro

Dentro do meu coração.

 

Não sou poeta afamado

Nem terei nome gravado

Nos anais da nossa história

Sou apenas um aprendiz

A quem deram nome de Luís

Que não ambiciona glória!  

 

 

 

 

Ideias catalogadas: ,
idealizado por ilhas às 22:20
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Domingo, 3 de Novembro de 2013

Finados

Hoje foi dia de fiéis defuntos

Recordou-se gente especial,

Eu cá já tenho muitos juntos

Na mansão eterna celestial

 

Saudades de quem um dia

Desta vida fútil fez passagem

E que de forma fugidia

Já está na outra margem

 

Hoje recordam-se histórias

Limpam-se memórias

Enfeita-se a efemeridade

O pó se transforma

Numa nova forma

De luz e saudade

 

Luis Nunes

02.11.2013

 

Ideias catalogadas: , ,
idealizado por ilhas às 00:03
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Terça-feira, 29 de Outubro de 2013

Soca vermelha...

Já se está a aproximar
 O dia em que a portões teus
 As crianças iam pedinchar
 Pelo" Pão por Deus"

Este ano feriado não há ...
Porque "Passos" não quer
Resta saber se ele inventará
Para o dia imposto qualquer;
 
Por  dois rebuçados recolhidos;
Um será para coleta estatal
E serão  todos distribuídos
pelo pobre coletivo ministral
 
As crianças desta ilha
Fazem jus à tradição,
Negam-se a esta partilha,
Dão-lhe um forte manganão:
 

 Soca vermelha, soca rajada
Tranca no cú a quem não dá nada!
E a quem nos quer levar tudo
Roça de forma que fique arranhado
Deixe o povo uns dias descansado
Sem ver o futuro por um canudo.
 
 
 
Ideias catalogadas: , ,
idealizado por ilhas às 22:51
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Domingo, 27 de Outubro de 2013

Ajudinhas

Para poderem sobreviver

Andam todos a inventar

Vende-se o que há pra vender

É forma d`algum angariar

 

Vende-se tudo ao “desbarato “,

Já não se passa desconsolo,

Eu cá fico sempre com um prato

De papinhas de carolo

 

Ainda ontem foram sopinhas

Pra ajuda da igreja paroquial

Estavam bem gostosinhas

Com um sabor  celestial

 

Qualquer dia é galinha frita

Do bailinho de carnaval

Costuma ser, acredita,

Uma coisa muito especial

 

 Com a falta de dinheiro,

Que em geral se sente

Anda-se a ver quem primeiro

Vende um bilhete à gente.

 

 

idealizado por ilhas às 15:51
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Outubro de 2013

Noite Profunda

 

Na ilha anoiteceu,

Não há estrelas no céu

Nem luz de qualquer farol,

De calmaria se envolveu

Em seu ventre absorveu

Última réstia de sol.

 

Quietude das gentes

Almas sãs tão crentes

Qu` agarraram seus momentos

Touros já capearam

Na Salga os lançaram

Ganhando assim alentos

 

Por uns breves momentos,

Vislumbro tormentos

Gente de mala na mão

Vejo a ilha anoitecer

Vejo seus  filhos perder

Rumo:  A emigração!  

 

Luís Nunes - 21.10.2013

 

Ideias catalogadas: ,
idealizado por ilhas às 23:13
link do post | deixe uma ideia | favorito
|

cá na ilha

Cá na ilha sabe bem
Quando logo p´la manhã
Nasce o sol madrugador
Ondas mansas murmuram
 Gaivotas nelas pululam
 Grasnando hinos de Amor
 
Ilha contente s` espreguiça
 E nas ondas se derriça
 Com alegria incontida ...
Tudo  começa a nascer
Assim até o mundo ser
 Esta será nossa vida 
 
 
Aqui na ilha sabe bem
 Viver assim como nem
 Outro mundo assim exista
Este amanhecer é só me
u Não partilho este céu
 Nem horizonte da vista!
Ideias catalogadas: ,
idealizado por ilhas às 20:29
link do post | deixe uma ideia | favorito
|
Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

Oásis

 

 

 Terra dos meus sonhos

 O berço da ternura

 Vindo dos meus avós!

 Onde a natureza

 Pôs beijos risonhos

 Que deslizam

 P´las nossas serras

 e mares tão sós

 minha terra amada

 P´los ventos d`Atlântida trazida!...

 Música de Lacerda abençoada

 valsa sobre o mar erguida...

 Barco de linhas finas

 Sulcando o mar das nossas almas!

 Trazes noticias de nove meninas

 que tecem com fios de saudade

 toda esta ansiedade

 Banhada por águas calmas....

 são nove remos

 Cortando as profundas águas

 São nove livros

 Que só nós lemos

 d`uma história por contar

 tão cheia de mágoas!

 que nos trouxe o mar ...

 poemas docemente esmerados

 Esculpidos a cinzel imortal!...

 P´los rochedos abruptos

 trabalhados

 Esses doridos versos de Quental...

 Um sonho paradisíaco

 Inacabado!

 Oásis plantado algures no Atlântico

 De Azuladas flores

 Dos nosso corações

 És o berço mais amado

 Rendilhado com espuma e desilusões!

 TORRÃO SAGRADO DOS AÇORES...

 

 Hernâni Candeias

 

 Este poema é de um amigo. De um homem que há muito tempo deveria ter um ou quinhentos livros editados (não tem nenhum) dada a quantidade de poemas que brotam da sua veia inspiradora.

Ideias catalogadas:
idealizado por ilhas às 23:14
link do post | deixe uma ideia | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
27
28
29
30
31

.Bem-vindo(a)

Hoje tudo o que eu queria
era a tua visita.
Não sei porquê mas fazia-me bem
que me deixasses uma mensagem.
Se não gostares do
meu cantinho diz.
Podes ficar descansado(a)
que não vou ralhar contigo.
Para quem não sabe
e me visita pela primeira vez
este é um espaço de
um Açoriano da ilha Terceira.
Aqui vou falando
da minha terra
e das minhas ideias e ideais
.Obrigado por me visitares

.Selo do blog

IDEIAS E IDEAIS

Use Ctrl+C para copiar
e Ctrl+V para colar
o selo no teu blog

.Especiais

Bandeira da minha Região
Açores

Pesquisa Google


Previsão Metereológica
para o Porto Judeu


Contacto
Contacto via e-mail

Jornais Açorianos
Diário Insular
A União
Jornal Diário
Expresso das Nove
Açoriano Oriental

FRASE do DIA

.Contadores

Free Web Counter
Free Hit Counter

Ilha Terceira -Açores
online
Locations of visitors to this page
contador gratis
contador gratis

.Blogs Interessantes/simpáticos

.Blogs Amigos

a href=BlogBoard dos Açores
Relojoaria
Desabafos da Alma
Carnaval Terceirense
BISCOITOS TERCEIRA
An'arka
DOCE E AMARGO
Alamo Esguio
OFELIAZINHA

Azoriana Blog
Azoriana Blog
PERCURSOS E. INOVADORES

MAGIA GIFS
DESAMBIENTADO
Blogueiros On Line Blog
Fala Quem Sabe
Rapariga das Laranjas
Rapariga das Laranjas

Mudar o template
Blog da Guida

portodaspipas
portodaspipas
PS 2005 P. J.

VISITE O MAR ADENTRO

Grilinha
Jardim da Medusa
Fernão Capelo Gaivota
Fernão Capelo Gaivota


O Blog da Guida

Use Ctrl+C para copiar
e Ctrl+V para colar
o selo no teu blog

.Eventos e Campanhas

Priôlo
Salvemos o Priolo


.Destaques e Prémios

Sou ou Fui Destaque!
E também Prémios Recebidos
Prémio
Prémio atribuido pela Azoriana

 Links & Sites


Fui Destaque no Azoriana Blog
Destaque na
Leitura do dia


Sêlo de Participação
Awards que Ganhei

O Meu Award
o prémio
Leve o seu prémio

Use Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar o
código no seu blog

.Ideias recentes

. Estamos quase no Carnaval...

. versos ao meu Porto judeu...

. Angra - património mundia...

. Mãe

. dias...

. Outono

. Vem...

. ...

. Sextilhas da ilha

. Finados

. Soca vermelha...

. Ajudinhas

. Noite Profunda

. cá na ilha

. Oásis

. Fantasia de emoções

. Domingo Molhado

. Ajudar O Porto Judeu

. Conta Solidária - Porto J...

. Chica Ilhéu - Lançou "Ras...

.Ideias arquivadas

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Fevereiro 2005

.Ideias catalogadas

. acores

. açores

. alentejo

. alma alentejana

. azoriana

. blogs

. cantoria

. carnaval

. ebit

. poema

. porto judeu

. quadras

. rosa dias

. samuel

. terceira

. todas as tags

.subscrever feeds

.as minhas fotos

.O meu sapinho


Selo Pela Amazónia

Usa Ctrl+C para copiar
e Ctrl+V para colar
o selo no teu blog
clique para ver imagem

Use Ctrl+C para copiar
e Ctrl+V para colar
o selo no teu blog